Menina morre após contrair ameba “comedora de cérebro”

Lily Mae Avant de apenas dez anos contraiu um protozoário que é capaz de devorar o cérebro de suas vítimas. A menina teve contato com o protozoário naegleria fowleri ao mergulhar em um rio no Texas, Estados Unidos. A garota teve a morte confirmada na segunda-feira (16) pela escola onde a garota estudava. “Estamos profundamente entristecidos”, afirmou a instituição nas redes sociais.

Conforme especialistas, este microorganismo pode ser encontrado em água doce e morna, como por exemplo lagos, rios, nascentes e piscinas aquecidas sem tratamento adequado.

A ameba entra no organismo quando a vítima mergulha em local contaminado e inala água pelo nariz. Em seguida, o protozoário atinge o sistema nervoso central e provoca infecção no cérebro. Há registro desse tipo de ameba no Brasil.

A naegleria fowleri causa meningoencefalite amebiana primária (MAP), doença aguda que leva à morte. Os sintomas se parecem com a meningite: febre, dor de cabeça, vômitos, intolerância à luz e ao barulho.

Informações: R7 / Imagem: Reprodução Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *