PG registra mais de 1500 ocorrências de agressão contra mulher em 2019

Por Igor Rosa

A Delegacia da Mulher divulgou dados sobre o número de ocorrências registradas de agressão contra mulher em Ponta Grossa. Os números são preocupantes, tendo em vista que esta estatística pode ser maior, pois muitos dos casos não são denunciados.

De acordo com a delegada da delegacia da Mulher, Claudia Krüguer, somente em agosto deste ano, foram registrados 73 boletins de ocorrência que relatam os mais diversos tipos de agressões e ameaças contra mulheres.

Um levantamento revelou que em Ponta Grossa, de Janeiro a Agosto de 2019, 1550 mulheres foram alvo de agressões e registraram boletim de ocorrência. Com estes dados, pode-se dizer que aproximadamente 6 mulheres são agredidas por dia na cidade.

Para Claudia Krüguer, estes números são consideráveis, porém mostram que as mulheres estão recorrendo a Polícia. “A Delegacia sempre registrou números consideráveis e até vejo com olhar positivo, pois significa que estão efetivamente denunciando”, disse.

A delegada ressaltou as dificuldades encontradas diariamente neste meio que envolve a lei Maria da Penha. “O enfrentamento não é simples, pois são questões de ordem cultural, educacional. Questões que envolvem pontos nevrálgicos, como a drogadição”, concluiu.

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, uma mulher é agredida a cada quatro minutos. Em 2018, foram registrados mais de 145 mil casos de violência contra mulher, seja física, sexual, psicológica ou ameaças. Todas estas vítimas sobreviveram.

As denúncias de violência contra mulher podem ser feitas anonimamente pelo 153 ou 190. Nestes números o agressor poderá ser preso em flagrante. As denúncias poderão ser feitas também na sede da Delegacia da Mulher de Ponta Grossa, na rua XV de novembro, 909, no centro. O horário de atendimento é das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h.

Feriados e finais de semana os boletins de ocorrência devem ser lavrados na 13ª SDP. Mais informações basta ligar no telefone (42) 3309-1300.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *