Exclusivo: 14 pessoas já morreram nas rodovias federais em PG, quase o mesmo número de 2018

Por Igor Rosa

Ponta Grossa é conhecida por ser um dos principais entroncamentos rodoviários do Brasil. O fluxo de veículos nestas rodovias que cruzam a cidade é muito grande, consequentemente o número de acidentes também. É o que revela um levantamento da Polícia Rodoviária Federal.

Segundo os dados, em 2018 a PRF atendeu 272 acidentes nas rodovias de Ponta Grossa. Destas ocorrências, 192 são na BR-376 e 80 na BR-373. Quando se fala em vítimas fatais, a PRF apurou que, ano passado, 19 pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito nas rodovias federais que cortam a cidade.

Ainda segundo a PRF, 2019 teve altos índices de acidentes nos primeiros oito meses. A BR-376 já registrou 78 ocorrências, enquanto a BR-373 somou 36. Somente de 1º de janeiro a 31 de agosto, 14 pessoas já perderam a vida nas rodovias federais em Ponta Grossa, quase o mesmo número de todo o ano de 2018.

Levanto em conta o número de acidentes, a BR-376 é a rodovia mais perigosa de Ponta Grossa. Em um ano e oito meses, esta via já foi palco de 270 ocorrências, dentre elas capotamentos, colisão, entre outros.

A Polícia Rodoviária Federal pede para que motoristas e pedestres redobrem a atenção, principalmente nas áreas urbanas das rodovias. Em dias de chuvas, neblinas e baixa visibilidade, o motorista deve reduzir a velocidade e os pedestres devem olhar atentamente antes de atravessar. Em casos de acidentes, basta ligar para 191.

No Brasil

Em 2018, foram registrados nas rodovias federais 69.206 acidentes, sendo 53.963 com vítimas (mortos ou feridos). Do total de vítimas, houve 5.269 mortes. Os dados fazem parte de um levantamento elaborado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), lançado hoje (19). Tanto o número de acidentes quanto o número de mortes são os menores desde que o  Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários começou a ser realizado, em 2007.

Segundo o levantamento, pelo menos 14 pessoas morreram por dia nas rodovias federais em 2018. Desde que a pesquisa começou a ser feita, foram registradas 88.749 mortes. Incluindo feridos, em média, ocorreram 82 acidentes com vítimas a cada 100 quilômetros de rodovia em 2018. 

Tanto o número de acidentes quanto o de mortes seguiram uma tendência parecida entre 2007 e 2018. Os dados iniciais mostravam 128.440 acidentes e 7.065 mortes em 2007. Em geral, os dois índices tiveram uma tendência de alta, chegando aos seus ápices em 2011, quando foram registrados 192.322 acidentes com 8.675 mortes nas rodovias federais.

A partir de 2012, houve uma tendência de queda, tanto no número de acidentes quanto de mortes. De 2014 para 2015, houve uma queda maior em relação aos anos anteriores. O mesmo fenômeno se repetiu entre 2017 e 2018, porém de forma menos acentuada. O número de acidentes caiu de 89.396, em 2017, para 69.206 no ano passado e o de mortes, de 6.243, em 2017, para 5.269 em 2018.

Informações: PRF | D’Ponta Web News | Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *