Tenente-Coronel Pucci é o novo comandante de unidade aérea da Polícia Militar

O tenente-coronel Júlio Cesar Pucci dos Santos assumiu nesta quinta-feira (17) o comando do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA). O evento aconteceu na sede do BPMOA, no Hangar 12 do Aeroporto Bacacheri, em Curitiba. Autoridades políticas e militares estiveram no evento.

O secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Soares, reconheceu a capacidade do novo comandante para dar continuidade ao bom trabalho que já vinha sendo desempenhado. “Ele está pronto para prosseguir com os projetos”, disse. “Confiamos em seu trabalho, e desejamos sucesso a ele”, afirmou.

O comandante-geral da PM, coronel Péricles de Matos, destacou a relevância estratégica do Batalhão no cenário da segurança pública. “Temos orgulho dos homens e mulheres que construíram essa importante unidade. Parabéns ao tenente-coronel Sampaio por tudo o que fez, e desejo sucesso ao tenente-coronel Pucci diante dessa nova missão”, disse.

O tenente-coronel Pucci falou sobre os desafios de assumir o novo cargo, ao lembrar que o Batalhão tem um histórico de ser procurado pelo Governo Federal pela sua capacidade de prestar bons serviços, como dar apoio aos moradores de Petrópolis e Santa Catarina, vítimas de enchente. “Sei que o desafio é grande, mas vamos continuar honrando a Corporação, cumprindo com as expectativas e adquirindo a confiança do Governo do Paraná”, afirmou.

Os esforços do tenente-coronel Sampaio (antigo comandante) ao longo dos seus 10 anos nas funções que assumiu na unidade e ajudaram a alavancar o Batalhão, foram reconhecidos pela Secretaria da Segurança Pública. “Percebemos que ele sempre se dedicou e, por isso, sai daqui muito honrado”, afirma o secretário. “Ele pode dizer que cumpriu com sua missão, e agora deve se dedicar a sua família e cuidar de sua saúde”.

O coronel Sampaio falou sobre o trabalho conduzido por ele nestes 10 anos, e atribuiu os resultados positivos aos esforços que recebeu da Corporação “O que fizemos foi aprimorar o que já tinha sido construído antes do nosso comando e, sem o apoio de recursos humanos e materiais que me foram disponibilizados, alcançar o alto padrão que temos hoje e conseguir um destaque no cenário nacional não seria possível”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *