Feira Paraná termina com sucesso em público e aceitação dos ponta-grossenses

Por Igor Rosa

Durante dez dias o Centro de Eventos e Centro Agropecuário de Ponta Grossa foram palco da Feira Paraná. Uma mega estrutura, com mais de 100 mil m², foi montada para comportar a exposição, os pavilhões e os estandes do evento. O número de público ultrapassou a expectativa, que era 300 mil visitantes. Um número oficial deve ser divulgado pela organização.

A feira marcou a modernização da já conhecida Efapi – Exposição Feira Agropecuária Comercial e Industrial de Ponta Grossa -, que virou um departamento dentro da Feira Paraná. O evento apostou na inovação. Foram apresentadas as novidades do mercado agropecuário para 2020, além da exposição de tecnologia para o homem do campo em geral.

Na última semana, o governador do Paraná prestigiou a Feira e afirmou que ficou surpreso com o resultado. “Quando conversei com o Marcelo (prefeito) há uns 45 dias, sabia que a Feira iria ser grande, mas o que foi feito aqui em tão pouco tempo me surpreendeu”, disse Ratinho Junior, em um de seus discursos durante sua passagem por Ponta Grossa.

Além do agronegócio, exposições e novidades, a Feira Paraná foi uma excelente alternativa de lazer para as famílias da região dos Campos Gerais. Shows gratuitos integraram a programação do evento, além do parque de diversões e a ‘vitrine da carne’.

Os shows nacionais levaram milhares de fãs ao Pavilhão Cultural, montado no palco externo do Centro de Eventos. Por lá, passaram Alok, Jeann & Júlio, Luan Santana, Yasmin Santos e Bruno e Marrone. Uma extensa praça de alimentação atendeu os milhares de visitantes do evento.

Segundo o prefeito Marcelo Rangel, a Feira Paraná ultrapassou as expectativas. “Ano que vem, 2020, teremos certamente uma Feira Internacional”, festejou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *