Vereador quer que prefeitura cobre alíquota de 5% de IPTU de bancos

Segundo o vereador, alíquota da cobrança atualmente é de apenas 1,5%, mas o índice correto seria de 5%

O vereador Vinícius Camargo (PMB) enviou um ofício à Prefeitura Municipal de Ponta Grossa cobrando que o município cobre o valor ‘devido’ de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) pelos bancos e instituições financeiras. O ofício destaca que, segundo o vereador, atualmente estabelecimentos do tipo pagam 1,5% do valor do imóvel, quando o Código Municipal Tributário prevê a cobrança de 5%.

No documento enviado ao Poder Executivo, Vinícius destaca que em um requerimento de informações proposto por Camargo há um indicativo que a Prefeitura tem cobrado uma alíquota errada dos bancos quando o assunto é IPTU. “As informações concedidas pelo próprio município mostram que diversos cadastros imobiliários a cobrança está aquém daquela prevista pela legislação”, destaca o vereador.

Camargo lembra que a adequação ao valor devido se faz necessária diante da dificuldade do município em aumentar sua arrecadação. “Enquanto isso, os bancos seguem tendo lucros milionários, ano a ano, mas pagam valores de IPTU inferiores aqueles previstos na legislação municipal e federal. Isso precisa ser corrigido o mais rápido possível”, contou o vereador.

No documento enviado ao município, Camargo cita várias matrículas de imóveis, todos eles ocupados por bancos e instituições semelhantes, em que a alíquota do IPTU é de 1,5% ou 2%. “Não é justo que a população tenha uma Taxa de Lixo mais cara do que o devido, pague IPTU sem ter acesso a infraestrutura urbana enquanto os bancos, todos na área central, paguem menos IPTU do que deveriam”, critica Camargo.

da Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *