Rede de saúde mental entre municípios dos Campos Gerais atende casos de médio e alto risco

Pacientes de médio e alto risco em Saúde Mental estão sendo atendidos junto ao Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Campos Gerais (CimSaúde). Semanalmente são 13 as vagas disponibilizadas pela Rede de Saúde Mental, uma das cinco implantadas desde 2017 nos Consórcios. “A Rede atende uma lacuna entre os pacientes atendidos nos ambulatórios e nos CAPS, que são os Centros de Assistência Psicossocial”, explica o médico psiquiatra, Gustavo Bastos, que atua na Rede, ao lado de outros profissionais, como Assistente Social, Enfermeiro, e Psicólogo.

Conforme o psiquiatra, para se chegar à Rede os pacientes devem ser triados nas Unidades Básicas de Saúde (USB) dos municípios. “Os profissionais das Unidades devem compreender quais os tipos de transtornos que devem ser encaminhados para as Redes. A triagem adequada é muito importante”, avalia. Hoje os municípios de Ponta Grossa, Arapoti, São João do Triunfo, Ipiranga e Palmeira é que encaminham pacientes para a Rede de Saúde Mental.

Casos de pessoas com transtornos mentais decorridos do uso de drogas, por exemplo, podem, eventualmente receber tratamento junto às Redes, dependendo das co-morbidades associdas. Usuários, ex-usuários e seus familiares podem ser encaminhados. “Na Rede de Saúde Mental, que conta com um quadro multidisciplinar de profissionais, os pacientes recebem uma análise com a melhor conduta terapêutica a ser desenvolvida”, conta, lembrando que esta conduta não precisa, necessariamente, ser medicamentosa. “Condutas sociais e comportamentais também são elementos terapêuticos”, completa.

Para Bastos, o trabalho em Rede pode sim contar com uma resolutividade maior, desde que os pacientes estejam dispostos a seguir com os tratamentos. “Às vezes não há retorno nas consultas. Assim os resultados podem ser comprometidos”, explica. Em casos onde há sequência correta, o médico psiquiatra destaca êxito. “A evolução é muito perceptível quando se há comprometimento. E nas Redes a intenção é essa: a resolutividade”, finaliza.

Imagens/informações: Assessoria CimSaúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *