Ambulantes de Ponta Grossa recebem barracas personalizadas da prefeitura

Em solenidade realizada hoje (03), foram disponibilizados os 30 primeiros equipamentos para os trabalhadores do setor

Na manhã desta terça-feira (03), a Prefeitura de Ponta Grossa através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP), entregou as primeiras 30 barracas e kits de padronização para os trabalhadores que atuam nas proximidades do Calçadão e do Terminal Central cadastrados no programa Nosso Ambulante é Legal e que já realizaram pelo menos três cursos de qualificação profissional. 

Com o objetivo de mapear e regularizar o setor, o programa Nosso Ambulante é Legal foi lançado no início de 2019, período em que os trabalhadores da área puderam se inscrever no projeto. Ao todo, foram cadastrados 523 ambulantes e 152 ajudantes, que tiveram à disposição, nos últimos meses, cursos de qualificação gratuitos em diversas áreas, como finanças, vendas, manipulação de alimentos e atendimento ao público. 

“Em qualquer lugar do mundo existe comércio informal, mas Ponta Grossa é um dos primeiros municípios a regularizar o trabalho ambulante, uma ação extremamente necessária para a cidade toda. Com o nosso projeto, a intenção é regulamentar, padronizar e qualificar os trabalhadores da área e dar condições para atrair mais vendas para o setor”, ressaltou o prefeito municipal Marcelo Rangel. 

Marlene dos Santos, vendedora ambulante que comercializa churros e cocada no calçadão da Coronel Cláudio, foi a primeira a receber os equipamentos e aprovou a iniciativa. “Achei muito bom, por que vai ajudar em tudo e a barraca ainda vai proteger do sol e da chuva, melhorando também as nossas vendas”, explicou.

De acordo com o coordenador o projeto, Nilton Bahls, as demais barracas e os kits de padronização serão entregues na sequência. Ao todo, o município adquiriu 80 equipamentos que beneficiarão os ambulantes que necessitam da estrutura e que já estão qualificados. “Além disso, os trabalhadores ambulantes que desejam participar do programa, poderão se cadastrar no início de fevereiro, quando abriremos o chamado para novos participantes. Além de padronizar os serviços, o Nosso Ambulante é Legal fornece condições para que o atendimento, o trabalho e as vendas sejam mais rentáveis”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *