Após ser acusado de pedofilia, homem faz os enteados de reféns por mais de 30 horas

O homem de 39 anos responsável por fazer reféns os enteados por quase 30 horas segue preso nesta quarta-feira (4) na cadeia pública de Nova Aurora, Oeste do Paraná. Ele afirmou que cometeu o ato porque vizinhos o acusavam de pedofilia, segundo a Polícia Civil

De acordo com a polícia, o homem chegou a unidade prisional por volta das 22 horas de terça-feira (3) depois de ser atendido na unidade de saúde do município de Cafelândia e ser medicado. Ele não reclamava de dores e nem estava com sinais de ferimentos.

Em depoimento, o padrasto contou que era acusado pela vizinhança que ele era pedófilo e abusava sexualmente seus enteados.

Nas declarações, o padrasto dos dois adolescentes de 12 e 14 anos, contou que amarrou as crianças e o interesse era acabar com o que “diziam a seu respeito”.

As forças de segurança do Estado acabaram com o cárcere quando invadiram a casa por volta das 18h15, quando tiveram a visão certa para evitar que as vítimas fossem expostas a qualquer tipo de risco. Antes de adentrar ao imóvel, os negociadores deram 30 minutos para que ele se entregasse, no entanto ele não revelou interesse.

Armados e com bombas de efeito moral, os agentes do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e também do COE (Comando de Operações Especiais) preparados para situações de riscos, libertaram a jovem de 14 anos e o menino de 12 e prenderam em flagrante o acusado.

Os reféns foram levados ao Hospital, avaliados pela equipe médica, mas também não estavam feridos, apenas com fome e sede.

O Conselho Tutelar irá acompanhar os dois e fará o encaminhamento necessário para atendimento psicológico.

O sequestrador será encaminhado a outra delegacia, por determinação, na região de Foz do Iguaçu.

Imagens/informações: CATVE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *