Justiça determina reintegração de posse da Assembleia Legislativa; Vídeo mostra depredação da Alep

A justiça determinou na noite desta terça-feira (3), a reintegração de posse da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). O pedido partiu do presidente da Casa, o deputado estadual Ademar Traiano. A Assembleia foi ocupada na tarde desta terça-feira (3) e segue até a manhã desta quarta-feira (4).

De acordo com a decisão, a juíza determina a imediata reintegração de posse, com a saída dos servidores do prédio, podendo haver auxílio policial se necessário e de forma moderada. Em caso de resistência por parte dos servidores para desocupar pacificamente o local, a determinação é de que seja aplicada multa diária no valor de R$ 2 mil aos sindicatos.

O presidente da Alep afirmou que vai entrar na Justiça para punir servidores que causaram estragos nas dependências do local. Nesta terça-feira (3), manifestantes entraram em confronto com a Polícia Militar quando tentavam adentrar o Plenário. Grades de ferro foram arrancadas e a porta de vidro que dá acesso ao Comitê de Imprensa foi destruída.

Durante o tumulto, quatro pessoas foram detidas. Elas assinaram um termo circunstanciado e foram liberadas. “Já qualificamos quatro deles, que aliás foram detidos. Vamos tomar as providência jurídicas, como vamos tomar também em relação aos sindicalistas, aqueles que individualmente insuflaram o movimento. A propositura da medida é neste sentido, aplicando multa. Até porque se não houver a liberação do Plenário, as multas com certeza serão aplicadas”, afirmou Traiano.

Cerca de 200 pessoas ocupam o prédio da Alep. A APP-Sindicato informou que foi notificada na noite desta terça-feira (3) sobre a decisão e que os advogados dos sindicatos dos servidores e as direções sindicais estariam analisando os efeitos da decisão.

com informações do Paraná Portal | Gazeta do Povo |
Bem Paraná | Banda B | Alep Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *