Secretaria faz intervenção em escola de PG e muda realidade de alunos e professores

Nesta terça-feira (03) foi realizado na Escola Municipal General Aldo Bonde o projeto ‘Compartilhando Saberes da Gestão’. O objetivo da ação foi dividir o dia todo com cerca de 120 professoras, entre elas gestoras e diretoras, que presenciaram os bons resultados apresentados pela gestão da escola, que foram obtidos após a intervenção da Secretaria Municipal de Educação (SME) na escola. A intervenção é realizada quando a escola passa por problemas na aprendizagem dos alunos e dificuldades na gestão pedagógica.

A escola até o início do ano, tinha um alto índice de reprovação e um número grande de crianças não alfabetizadas. Além de problemas na gestão e na participação da comunidade. Segundo a assessora pedagógica, Silmara Martins, a SME mostrou para as professoras o poder do aprendizado e importância da união entre escola e comunidade.“A comunidade não se via parte da escola e hoje eles vêem que é preciso esta parceria entre comunidade e escola. Porque somente as duas unidas é que teremos um resultado eficiente quanto aprendizagem e a formação das nossas crianças”, afirma a assessora Silmara.

Segundo supervisora de gestão pedagógica de Ensino, professora Simone Neves, a intervenção da SME na escola foi necessária, porque o quadro de aprendizagem da escola estava baixo.“Resgatamos as políticas educacionais e de organização da escola e é visível as mudanças que resultaram nesta parceria da SME e a coordenação da escola. A escola desenvolveu  no sistema pedagógico, afetivo, psicológico e de aprendizagem. Além da faltas dos alunos e da abstenção dos funcionários, que decaíram significativamente. Hoje temos uma nova escola”, afirma a supervisora Simone, contente em presenciar o avanço da escola. 

Além disso, o índice de violência era de oito casos de agressão entre os alunos todas as semanas, totalizando em média 30 casos por mês. Após a intervenção o número caiu para cerca de três brigas por mês. Segundo diretora Patrícia Aparecida de Goes, este resultado foi fruto do projeto ‘Semeando Valores’, onde todas as semanas as professoras trabalhavam palavras chaves como respeito, gentileza e tolerância.“Vivenciamos um quadro de violência, de falta de disciplina e respeito com o próximo. Por isso criamos o projeto para ensinar às crianças valores que fariam diferença na convivência entre elas, desenvolvendo  a empatia, que fez a diferença na nossa escola”, explica a diretora Patrícia. 

Desenvolvimento este, que não foi só percebido pela equipe gestora, mas também pelos alunos da escola. A aluna Elizama Gislaine de Paula, do 5º ano é um exemplo de como a intervenção e trabalho da gestão mudou a situação da escola. Segundo a aluna o comportamento em sala de aula mudou e o aprendizado também. “Antes toda vez que a professora ia falar os alunos gritavam, ignoravam e assim a professora não conseguia dar a aula. Agora é a professora dizer algo, que todo mundo senta e presta atenção nela. Agora até ler eu leio, porque eu não sabia ler direito, mas agora a professora Ana Clarice consegue dar a aula e eu aprendi a ler. Tudo mudou. É muito melhor ter aula assim” completa a aluna Elizama, grata por se ver alfabetizada. 

Imagens/informações: Assessoria de imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *